10 de dezembro de 2010

DILMA É ASSALTANTE NOS EUA

A diplomacia dos EUA afirmou em telegrama confidencial de 2005 que Dilma Rousseff, então recém-nomeada para a Casa Civil, "organizou três assaltos a bancos" e "planejou o legendário assalto popularmente conhecido como 'roubo ao cofre do Adhemar' " na ditadura. O telegrama foi obtido pela ONG WikiLeaks.

Dilma nega ter participado de ações armadas quando militou nos anos 60.

O processo sobre ela na Justiça Militar descreve de forma diferente sua atuação: "Chefiou greves, assessorou assaltos a bancos". Não é acusada de "organizar" ou "planejar" assaltos. Ela foi condenada por subversão. O embaixador dos EUA em Brasília, Thomas Shannon, disse: "O governo dos EUA não tem informação que confirme essas alegações. Ao contrário, nós temos uma longa e positiva relação com a presidente eleita".

Já a ficha de Dilma no DOPS, diz o contrário:

Esse telegrama, redigido em 2005 pelo então embaixador americano no Brasil, John Danilovich, havia sido obtido em 2008 pelo jornal "Valor Econômico". Na época, não era certa a candidatura de Dilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário