30 de janeiro de 2011

CIDADE FLUTUANTE

O arquiteto belga Vicent Callebault criou um projeto de uma construção que pode ser a solução para a possibilidade da devastação de cidades costeiras com a elevação dos níveis dos oceanos: cidades flutuantes e autossuficientes, capazes de abrigar até 50 mil pessoas.

Essa “ecópolis” teria duas camadas de revestimento, sendo uma delas de fibras de poliéster e a segunda de titânio, que ajudariam a absorver a poluição do ar em um mecanismo ativado por radiação ultravioleta.

As cidades flutuantes ainda contariam com três montanhas e três marinas, dedicadas ao lazer e aos lugares de trabalho e compras dos moradores. Fazendas submersas seriam usadas para produzir os alimentos necessários para a subsistência dos cidadãos. O projeto também conta com diversos equipamentos para a produção de energias sustentáveis, como solar, térmica e eólica. Sua estrutura permite que ela fique atracada perto de massas de terra ou vague livremente com a força das marés.

Callebault espera que o projeto se torne possível até o ano de 2100.

ENQUANTO ISSO, NO BRASIL, O GOVERNO LANÇOU O:

EU JÁ ME INSCREVI!

Nenhum comentário:

Postar um comentário