20 de janeiro de 2011

TRIBUTO A GARRINCHA

Há 28 anos morria Manoel dos Santos, o Mané Garrincha ou simplesmente Garrincha.

O Anjo das Pernas Tortas, tinha 50 anos. E mesmo você que não gosta de futebol deveria conhecer um pouco dessa figura extraordinária que foi esse cidadão que nasceu em Pau Grande, Distrito de Magé, RJ.

Uma boa leitura sobre Garrincha é o sensacional livro do Ruy Castro - Estrela Solitária - que nos mostra todas as nuances desse jogador de futebol hilário, mágico e ingênuo.

Garrincha, foi um dos heróis da conquista da Copa do Mundo de 1958 e, principalmente, da Copa do Mundo de 1962 quando, após a contusão de Pelé, se tornou o principal jogador do time brasileiro. Com Garrincha e Pelé jogando juntos, a Seleção jamais perdeu uma partida sequer.

Na maior parte de sua carreira Garrincha defendeu o Botafogo (1953-1965) e a Seleção Brasileira (1957-1966). Jogou alguns meses no Sport Club Corinthians Paulista (1966) e no Clube de Regatas do Flamengo (1969), porém já estava longe de seu auge. Jogou por pouco tempo no Olaria (1972). Teve uma partida disputada pelo Vasco, em um amistoso contra a seleção da cidade de Cordeiro (RJ), marcando um gol nesta partida.

Garrincha faleceu em 20 de janeiro de 1983 vítima de cirrose do fígado. Em seu epitáfio lê-se "Aqui jaz em paz aquele que foi a Alegria do Povo – Mané Garrincha."

Nenhum comentário:

Postar um comentário