21 de fevereiro de 2011

DE NOVO A TAÇA DAS BOLINHAS

Depois de mais de vinte anos de polêmica, a CBF reconheceu nesta segunda-feira (21) que o Flamengo é campeão brasileiro de 1987, ano em que o clube disputou a Copa União, torneio realizado sem o aval da entidade. O anúncio da decisão foi feito pelo clube, em seu site oficial, e depois confirmada pela entidade que organiza o futebol no Brasil.

A decisão foi divulgada após reunião da presidente do Flamengo, Patricia Amorim, com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, na manhã desta segunda.

Com isso, a entrega da "Taça das Bolinhas" ao São Paulo, realizada na semana passada, pode ser anulada, já que o clube carioca teria conquistado seu quinto título brasileiro em 1992, antes do rival paulista, que só o fez em 2007.


Quem também não gostou da decisão foi o Sport, que foi campeão do torneio organizado pela CBF e já conseguiu uma decisão na Justiça Comum para barrar as pretensões do Flamengo. Em 2009, os dirigentes do clube pernambucano tentaram impedir que o Flamengo se autoproclamasse "hexacampeão".

A entidade, porém, tratou de por panos quentes: declarou que os dois clubes são campeões, assim como Internacional e Guarani são os dois vices. E lembrou que o clube pernambucano não teve nenhum prejuízo, já que foi indicado para jogar a Copa Libertadores de 1988.

A história é bastante complexa e começa com a criação do Clube dos 13, em julho de 1987. A CBF disse que não teria dinheiro para organizar o Campeonato Brasileiro daquele ano, depois de uma competição caótica em 1986, e deu aval aos clubes para que criassem seu próprio torneio.

Os clubes então se organizaram a criaram a Copa União, com 16 participantes: Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Inter, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco, membros originais do Clube dos 13, mais Coritiba, Goiás e Santa Cruz, como convidados.

Os clubes que ficaram de fora, entre eles o Guarani, vice-campeão brasileiro no ano anterior, e o América-RJ, terceiro colocado na mesma competição, pressionaram a CBF, que resolveu então criar seu próprio torneio. A entidade o chamou de Módulo Amarelo e tentou “absorver” a Copa União, que passou a ser batizada como Módulo Verde.

Para decidir o campeão, a CBF resolveu que os dois primeiros de cada módulo disputariam um quadrangular. O Clube dos 13 rebateu, dizendo que tinha seu próprio campeonato e nenhum de seus filiados disputaria a fase final imposta pelos cartolas.

No dia 13 de dezembro de 1987 houve duas decisões no Brasil. Na Copa União, o Flamengo venceu o Inter por 1 a 0 no Maracanã, gol de Bebeto, e levou o título, após empate por 1 a 1 em Porto Alegre. No Módulo Amarelo, o Sport venceu o Guarani por 3 a 0 no Recife, depois de derrota por 2 a 0 em Campinas, e a decisão foi para os pênaltis. Após empate por 11 a 11, as duas equipes decidiram dividir o troféu.

Em janeiro do ano seguinte, a CBF marcou as datas para o quadrangular final, mas Flamengo e Inter mantiveram a postura definida pelo Clube dos 13 e se recusaram a jogar. Nos jogos contra o Guarani, um empate por 1 a 1 e uma vitória por 1 a 0 garantiram ao Sport seu primeiro título brasileiro. Mas não o único daquele ano, como a CBF decide agora.

SUGESTÃO DO TÊ PIRATA:
JÁ QUE É PALHAÇADA!
PORQUE A CBF NÃO PEGA ESSA PORRA
DE TAÇA DAS BOLINHAS...


E DERRETE???

Nenhum comentário:

Postar um comentário