7 de fevereiro de 2011

INCÊNDIO NA CIDADE DO SAMBA - 02

A Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) terá uma reunião com líderes das 12 agremiações cariocas para discutir os rumos do carnaval deste ano e a ajuda às escolas afetadas pelo incêndio na Cidade do Samba, disse o diretor de carnaval da Liesa, Elmo José dos Santos. No encontro, marcado para às 19h desta segunda-feira (07), deve ser definido que não haverá rebaixamento nos desfiles.

A Grande Rio, a mais afetada pelas chamas, já adiantou que vai desfilar, apesar da destruição provocada pelo incêndio.

A afirmação foi feita pelo presidente administrativo da agremiação, Helinho de Oliveira. Segundo ele, a destruição no barracão da escola foi quase total. Carros alegóricos e fantasias, que seriam entregues para os integrantes da escola daqui a duas semanas, foram consumidos pelo fogo. O próprio prédio do barracão foi muito danificado. Parte das fachadas frontal e lateral desabaram.

Apenas as fantasias da bateria foram poupadas porque estavam sendo confeccionadas em um barracão separado, em Duque de Caxias, cidade-sede da escola de samba.

O presidente da Grande Rio também se mostrou preocupado com o fato de as três escolas atingidas pelo incêndio desfilarem no mesmo dia (segunda-feira de carnaval). Por isso, segundo ele, o desfile deste dia, que tem seis escolas programadas, deverá ficar abaixo da expectativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário