20 de junho de 2011

40 ANOS DE CHAVES

No dia 20 de junho de 1971, um menino trajando calças curtas, camisa listrada, suspensórios vermelhos e um chapéu com tapa orelhas fez sua estreia na televisão mexicana, ainda como uma esquete do "Programa Chespirito".

O que deveria ser apenas um quadro conquistou o público, ganhou programa próprio e, ainda hoje, exatos 40 anos depois de sua primeira aparição, a Turma do Chaves" continua fazendo sucesso.

Talvez, o motivo de tamanha repercussão é a atemporalidade das histórias que, mesmo escritas há décadas, continuam extremamente atuais. As piadas do programa não têm validade, mesmo quando você sabe o que vai acontecer e acaba rindo. Também acontece uma identificação do público com os personagens: todo mundo conhece crianças como o Quico e a Chiquinha, ou tem uma vizinha chata como a Dona Florinda.


Chiquinha, Quico e Dona Florinda

A popularidade surpreende até os envolvidos na produção. Edgar Vivar, intérprete do Seu Barriga e do Nhonho, ficou emocionado com o carinho dos fãs brasileiros quando veio participar do Festival da Boa Vizinhança.

O evento, organizado pelo fã-clube Chespirito Brasil, que no ano passado recriou a Vila do Chaves em São Paulo, também trouxe Carlos Villagrán (Quico).



Em maio, Roberto Gómez Bolaños, que vive o Chaves, aderiu ao Twitter. Em sua primeira postagem, escreveu: "Sigam-me os bons."


E seguiram: já são mais de 600 mil acompanhando o que Bolaños tem a dizer.

Três atores do elenco de "Chaves" já morreram: Ramón Valdez (Seu Madruga), Angelines Fernández (Dona Clotilde) e Horácio Gómez Bolaños (Godinez).


Seu Madruga, Dona Clotilde e Godinez

No entanto, continuarão vivos na memória dos fãs e nas eternas reprises do programa no SBT. E que Silvio Santos não ouse cancelar a transmissão.

ISSO, ISSO, ISSO, ISSO!!!

2 comentários:

  1. me divirto até hoje com a turma do chaves adoro.

    ResponderExcluir
  2. eu adoro a turma do chaves

    ResponderExcluir