5 de julho de 2011

FÓRMULA 1 2011 - GP DA INGLATERRA - 01

No próximo domingo (10) acontece o GP da Inglaterra de Fórmula 1 no Circuito de Silverstone.

E, mais uma vez, como acontece nas últimas semanas, o assunto mais discutido são as repentinas mudanças de regras impostas pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

No último GP da Europa, em Valência, a FIA proibiu a mudança do mapeamento de motores do treino classificatório para a corrida. Apenas os pilotos podem fazer isso, pelo volante, com uma série de pré-programações decididas com o engenheiro. Esse mapeamento é como a equipe programa o carro para se comportar em determinadas situações na pista. Durante os treinos, as escuderias programavam um mapeamento para que o carro queimasse o máximo de gasolina possível para torná-lo ainda mais rápido e marcar o melhor tempo possível. Para a corrida, faziam um menos agressivo, já que o motor não aguentaria a programação do treino e o combustível não seria suficiente para terminar a prova (o reabastecimento está proibido desde 2010).

A partir da Inglaterra, a FIA também limitou o uso dos difusores integrados ao escapamento dos carros. Esse difusor, que é parte importante da aerodinâmica do carro, funciona com a pressão dos gases resultantes da queima de combustível. Com isso, o difusor aumenta a aderência do carro na pista. Através do mapeamento do carro, a RBR, que foi a primeira a fazer isso, montou um sistema que permite que esses gases sejam liberados para o difusor mesmo quando o piloto não esteja acelerando. Assim, a aderência é constante. A FIA, então, limitou o uso desse sistema a 10% da volta. E isso vai ser totalmente proibido no ano que vem.

A mudança foi entendida pela mídia especializada como uma forma de parar a soberania da RBR na temporada. Para o ex-piloto de Fórmula 1 e comentarista da TV Globo, Luciano Burti, no entanto, a medida não deve mudar muito o panorama da disputa.

Na opinião de Burti, a mudança terá um efeito maior entra as equipes que estão fora da briga pelas primeiras colocações. Entre as principais escuderias, no entanto, o comentarista acredita que Ferrari e McLaren poderão ter algum avanço no desempenho.

NÃO ADIANTA! É SÓ UMA EQUIPE SE DESTACAR
E ELES ARRUMAM UM JEITO DE BRECÁ-LA.

JÁ NÃO BASTA
O JOGO DE EQUIPE???


Nenhum comentário:

Postar um comentário