5 de janeiro de 2012

RALLY DAKAR - 04

Nesta quarta-feira (04), os competidores tiveram um deslocamento cansativo de 424km seguidos de um trecho cronometrado de mais 326km. A quarta etapa do Rally foi disputada entre as cidades de San Juan e Chilecito, na Argentina. Um percurso caracterizado pelo grande número de pedras – de todos os tamanhos – e também de aclives e declives vencidos em alta velocidade pelos pilotos sob condições de pouquíssima aderência. 
 
Após um desempenho desastroso no terceiro dia, Marc Coma fez o dever de casa nesta quarta etapa e fechou a especial com o melhor tempo das motos, mas apenas dois minutos à frente de seu companheiro de equipe e grande rival, Cyril Despres. O francês ainda lidera, e a disputa parece aos poucos se concentrar nestes dois competidores, já que o português Helder Rodrigues está a quase 27 minutos do líder. 
 
Após uma etapa complicada entre San Rafael e San Juan, o dia foi bastante positivo para os brasileiros. Felipe Zanol andou forte para se recuperar do acréscimo de 40 minutos em seu tempo na especial do dia anterior devido a um corte involuntário de caminho. O mineiro terminou o dia numa excelente 13ª colocação, a apenas 15 minutos do vencedor, saltando do 31º para o 20º lugar no geral. Denísio do Nascimento também avançou na classificação. Com o 30º lugar na especial concluída em Chilecito, ele deixou o 42º posto e agora é o 34º. O melhor representante verde e amarelo ainda é Zé Hélio Rodrigues. Depois de ser beneficiado por uma série de punições de seus adversários, ele subiu mais uma posição nesta quarta, depois de fechar o trecho em 21º: agora o paulista está em 16º lugar.
 
Em um dia de mais problemas para o Hummer do atual campeão Nasser Al-Attiyah, que novamente precisou ser auxiliado durante o trecho cronometrado por seu companheiro Robby Gordon, os carros da Mini venceram pelo segundo dia consecutivo, desta vez com um desempenho avassalador do francês Stephane Peterhansel, que começou o dia em quinto lugar no geral. Com a vitória, ele se tornou o novo líder do Dakar entre os carros. Joan “Nani” Roma, vencedor do dia anterior, foi apenas o quarto colocado, mas ainda assim subiu mais uma posição e agora é o terceiro na tabela, atrás do sul-africano Giniel de Villiers. Com o tempo perdido para ajudar Al-Attiyah, Gordon caiu do segundo para o quinto posto.

Os brasileiros retomaram o rumo após um dia difícil. O quarto dia de competição foi uma redenção para a dupla Guilherme Spinelli/ Youssef Hadad, que havia se perdido durante a terceira etapa. Com o nono lugar do dia, a apenas 14 minutos da dupla vencedora, eles subiram uma posição na classificação e agora figuram no 13º posto. Mesmo com o 18º lugar na especial desta quarta-feira, Jean Azevedo e Emerson Cavassin não perderam terreno em relação aos rivais e mantiveram a 16ª colocação no geral.
 
A liderança mudou mais uma vez de mãos nos quadriciclos, mas a disputa continua concentrada entre pilotos argentinos. Tomas Maffei venceu a etapa e deixou para trás os irmãos Alejandro e Marcos Patronelli, mas a distância entre os três primeiros colocados é de apenas 6m10s.
 
Depois de perder a liderança na terça-feira, o caminhão comandado pelo holandês Gérard De Rooy se recuperou na quarta etapa. O trio conseguiu a vitória no percurso até Chilecito e retomou a primeira posição geral. O holandês Hans Stacey (segundo) e o taliano Miki Biasion (terceiro) mantêm a disputa acirrada, poucos minutos atrás dos líderes.

O caminhão brasileiro, com André Azevedo no comando, subiu para o 15º lugar geral depois de chegar na 13ª posição nesta quarta-feira.

Nesta quinta-feira, quinto dia de prova, os competidores saem de Chilecito em direção à cidade de Fiambala, situada a oeste da Argentina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário