12 de janeiro de 2012

RALLY DAKAR - 10

 
Nesta quarta-feira (11), os competidores enfrentaram uma jornada de 377 quilômetros cronometrados em solo chileno, na última especial disputada no país nesta edição. A décima etapa, cujo percurso ligou as cidades de Iquique e Arica, passou por regiões litorâneas às margens do Oceano Pacífico e por dunas formadas por areia extremamente fina.

Entre as motos, o dia foi do espanhol Joan Barreda Bort, praticamente fora da briga pela vitória devido a uma penalização de uma hora computada em seu tempo. O piloto da Husqvarna cumpriu o trecho cronometrado em 4h18m43s e assim ficou à frente e Marc Coma e Cyril Despres, respectivamente segundo e terceiro colocados nesta especial. 

A briga entre Despres e Coma, com o resultado desta quarta-feira, esquentou ainda mais. A vantagem do francês diminuiu e está agora em míseros 21 segundos, isso após dez dias de prova. O melhor brasileiro da etapa foi novamente Felipe Zanol, que terminou em 14º. Zé Hélio Rodrigues foi o 27º, logo à frente de Denísio do Nascimento, que fechou em 29º.

Os carros do time da Mini fizeram dobradinha na última etapa em solo chileno, com o espanhol Joan ‘nani’ Roma terminando a décima especial com um tempo apenas 21 segundos melhor que o de seu companheiro Stephane Peterhansel, que segue na liderança do Dakar 2012. O sul-africano Giniel de Villiers, com um Toyota, foi o terceiro melhor do dia, deixando o vencedor da etapa anterior, Robby Gordon, em quarto lugar. 

O dia foi complicado para a dupla brasileira. Jean Azevedo e Emerson Cavassin, que andaram entre os 15 primeiros até o último posto de cronometragem, quando tiveram problemas e ficaram para trás.

O líder dos caminhões Gerar De Rooy chegou na terceira posição, mas, mesmo assim conseguiu ampliar bem sua vantagem. O holandês Hans Stacey foi o sexto colocado da etapa, e a distância na classificação geral já chega a quase uma hora.

O vencedor foi o cazaque Artur Ardavichus, que ganhou sua primeira etapa no Dakar e se aproximou do caminhão de Stacey na classificação geral. O trio André Azevedo, Maykel Justo e Mira Martinec perdeu uma hora ajudando o carro de Jean Azevedo a sair de uma duna. Com isso, o veículo brasileiro chegou no 15º lugar, mas segue na décima posição geral.

O argentino Tomas Maffei se “intrometeu” na disputa dos quadriciclos entre os irmãos Patronelli e deixou os compatriotas para trás para vencer a etapa. Marcos Patronelli chegou na segunda posição, apenas 30s na frente de Alejandro Patronelli, que segue tranquilo na liderança geral.

Nesta quinta-feira (12), décimo primeiro dia de prova, os competidores saem de Árica, no Chile em direção à cidade de Arequipa no Peru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário