10 de fevereiro de 2012

ELEIÇÕES NO CORINTHIANS - 01


Os sócios do Corinthians decidem neste sábado (11) quem será o presidente do clube nos próximos três anos: o oposicionista Paulo Garcia, 57, empresário, dono das lojas Kalunga, ou o situacionista Mario Gobbi, 50, delegado da Polícia Civil de São Paulo.

Paulo Garcia (à esquerda) e Mário Gobbi posam em seus escritórios
 Paulo Garcia e Mário Gobbi

A eleição no Corinthians parece repetir o que ocorreu na eleição presidencial, quando Dilma Rousseff se elegeu apoiada por Lula.

Andres lançou um candidato com pouco lastro eleitoral. Mario Gobbi, ex-diretor de futebol, tinha menos popularidade que outros integrantes de seu grupo político, mas acabou indicado por ser aliado antigo de Andres e também por contar com menos rejeição do que outros potenciais candidatos. A carreira de delegado e a passagem recente pela diretoria de futebol do clube ajudaram.

Em sua campanha, Gobbi abusa da associação à imagem de Andres Sanchez. Foi na gestão dele, afinal, que o Corinthians finalmente começou a construir um estádio e inaugurou um CT digno do nome.

Do outro lado, a oposição se esforça para não atacar Andres. As maiores críticas são ao aumento da dívida, que cresceu muito sob a atual diretoria e alcançou aproximadamente R$ 180 milhões. Garcia também ataca o abandono das categorias de base, algo admitido pelo próprio Andres, mas que o recente título da Copa São Paulo tratou de amenizar.

Quem vencer a eleição de amanhã provavelmente estará sentado perto de Dilma Rousseff e Joseph Blatter no jogo de abertura da Copa do Mundo, a ser disputado no novo estádio do Corinthians.

Cerca de 11 mil sócios podem votar, mas os dois lados têm estimativas semelhantes sobre o número de eleitores: entre 2 mil e 3 mil. Após a contagem dos votos, o eleito assume a presidência imediatamente. 

Somente associados em dia com o clube podem votar.
Horário da eleição: Das 9h às 17h
Local: Ginásio de Esportes, sede do Clube
Rua São Jorge, 777 - Tatuapé - São Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário